Formação ELMIC 29-31/10/2018 - Apresentação geral

Date: 
Mardi 23 Octobre 2018

Desconstruindo barreiras linguísticas: a intercompreensão como ferramenta para a integração das línguas no espaço escolar

Introdução

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) de Minas Gerais, em parceria com a Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), convida os professores das Redes Públicas para uma formação em intercompreensão, ou seja, uma abordagem linguística e cultural ativa e comparativa, aplicada ao ensino das línguas românicas na escola. A intercompreensão entre as línguas românicas é uma alavanca para a educação linguística e intercultural, que procura desenvolver competências estratégicas para favorecer a aprendizagem através de uma reflexão sobre o funcionamento de línguas aparentadas. A implementação de tal abordagem plurilíngue no contexto educacional brasileiro (ensino fundamental II e ensino médio) pode contribuir significativamente para que os alunos desenvolvam competências e habilidades que corroboram  tanto a proficiência em português, língua de escolaridade, quanto a aprendizagem do francês, do espanhol, do italiano ou de outras línguas da mesma família, ou não só.

O propósito deste espaço de trabalho é de facilitar o acesso aos documentos digitais da formação e as trocas entre os formadores e os formandos bem como com outros membros da rede MIRIADI e da APICAD (Associação para a Promoção da InterCompreensão À Distancia).

Objetivos gerais da formação ELMIC

  1. Reforçar a aprendizagem do português língua de escolaridade com uma abordagem intercompreensiva que leva à reflexão sobre as línguas.
  2. Despertar e incentivar o interesse dos alunos das Redes Públicas pela aprendizagem das línguas estrangeiras adicionais no ensino fundamental II e no ensino médio.
  3. Estabelecer conexões entre as escolas e os centros de línguas.

Objetivos específicos

  1. Conhecer as abordagens plurais, especialmente a intercompreensão, sua realidade na comunicação, seus fundamentos cognitivos.
  2. Descobrir e avaliar por meio de práticas e reflexões o material existente para as abordagens intercompreensivas bem como as experiências realizadas no Brasil e no exterior.
  3. Identificar e discutir as orientações didáticas e os princípios pedagógicos que fazem da intercompreensão uma alavanca para o ensino.
  4. Discutir como a intercompreensão pode ser aplicada nas redes públicas, especialmente em relação ao ensino da língua portuguesa.
  5. Escolher e adaptar para o contexto de ensino local uma sequência didática predefinida.
  6. Experimentar e avaliar essa sequência.
  7. Desenhar um projeto de integração: objetivos, conteúdos, roteiro, tipos de atividades.
  8. Possibilitar a reflexão sobre as potencialidades inerentes à exploração da diversidade linguística pelo viés comparativo da intercompreensão.

Formadores

Ana Paula Andrade Duarte (UFMG)
Ceres Leites Prado (UFMG e APFMG)
Christian Degache (UFMG - coordenador)
Daniela Akie Hirakawa (UFMG)
Érica Sarsur Câmara (UFMG)
Regina Célia da Silva (UNICAMP)

A formação ELMIC é uma ação do projeto DIPROlinguas

DIPROlinguas: DIstância e PROximidade entre português, francês e outras línguas: potencial da reflexão comparativa (CAPES/COFECUB , Edital nº 04/2017, lançado em 01/01/2018 para 4 anos 2018-2021)
Objetivo: Analisar o impacto de um ensino baseado nas relações de parentesco linguístico sobre a capacidade de reflexão sobre a linguagem, as línguas de escolaridade (português e francês) e outras línguas, da família românica ou não, presentes no entorno dos alunos.

Realizadores e patrocinadores

État: 
Fermée
Access: 
public