Formation

OBJECTIF 1: Identifier et caractériser les terrains où existe cette approche au Brésil et en France.

Terrains d'enseignement/apprentissage et recherche identifiés et où est pratiqué un recueil de données, caractérisation (et traduction) en cours

ENSEIGNEMENT PRIMAIRE ET SECONDAIRE

○ Escola Municipal Senador Levindo Coelho (2018, Belo Horizonte): “Ler o mundo”, despertar para as línguas e intercompreensão, curso para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental, de 11-12 anos (campo de pesquisa da doutoranda Érica Sarsur Câmara)
○ 5 escolas estaduais de Belo Horizonte (EE Francisco Menezes Filho; E E. Pres. Dutra; EE Anita Brina Brandão; EE Pedro II; EE Afonso Neves) nas quais foram realizadas em 2018 oficinas de francês e intercompreensão em línguas românicas para alunos do Ensino Médio (14 a 17 anos) ministradas por estudantes de graduação em Letras - UFMG, orientados pelo Prof C. Degache. A partir de agosto de 2019, com o apoio da Adida de Cooperação Linguística do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro, Adriana Davanture, um convênio está sendo elaborado com a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais para poder ofertar a língua francesa pelo viés desses estágios como uma opção na rede de Ensino Médio do Estado de Minas (projeto de matriz curricular, aumento da carga horária de 30h para 60h por semestre para a realização de oficinas, atingir o nível A1 em 3 anos).
○ Centro pedagógico da UFMG (a partir de 08/2019): oficinas de francês sob uma perspectiva plurilíngue (grupos de trabalho diferenciados) com alunos de 6 a 8 anos (orientado pela Profa Daniela Akie Hirakawa da UFMG)
○ Projeto piloto: intercompreensão integrada na educação básica
■ Escola Estadual Joaquim Torres - Natal: formação de professores + aulas nos 5ºs anos - 1h semanal durante 2019
■ Escola Municipal Tereza Satsuqui - Natal: formação de professores e aulas nos 5ºs anos - 1h semanal durante 2019
OBS: Nos dois projetos, tanto as oficinas de formação de professores como as aulas são ministradas pela Profa Selma Alas Martins (UFRN) com a presença do professor da turma. As atividades plurilingues são elaboradas pela pesquisadora e são discutidas e enriquecidas pelo grupo durante a formação de professores.
○ Istituto Comprensivo “Norberto Bobbio”di Rivalta e Scuola Elementare ‘Dante Alighieri” di Cassine (ambas situadas na província de Alexandria): experimentação em maio 2019 de atividades plurilingues (fr-pt-it) com 2 turmas de alunos (total 50 alunos de 12/13 e 9/10 anos), intercompreensão interativa, orientada pela Profª Sandra Garbarino (UL2) e a Profª Selma Alas Martins (UFRN).

ENSEIGNEMENT SUPERIEUR

Faculdade de Letras da UFMG (2018, ago-dez, 60h): 12 estudantes da graduação em Letras, disciplina Estudos Temáticos de Língua e Lingüística do Francês: romanofonia e cinema (prática da intercompreensão românica online, interações telecolaborativas na sessão 2018 “ L’école au cinéma” no Miriadi ), ministrado pelo Prof Christian Degache.
Université Grenoble Alpes (2018 e 2019, 2x24h): 30 estudantes do curso de Master Didactique des langues, disciplina Didactique des langues voisines romanes (intercompreensão receptiva e interativa românica, interações telecolaborativas na sessão 2018 “L’école au cinéma” no Miriadi), ministrada pela Profa Kátia Bernardon de Oliveira, com apoio do Prof. Francisco Calvo del Olmo (UFPR, missão de estudo) em 2018 e, em 11/12/2018, professores em missão de trabalho C.
Degache (UFMG) e K.M. Rocha da Cunha (UFPR).
Université Lumière Lyon 2: 62 estudantes das disciplinas de “Intercomprensione” (níveis 1 e 2), Centro de línguas (intercompreensão receptiva e interativa românica, interações telecolaborativas nas sessões 2018 “L’école au cinéma” e 2019 “Romanofolies : canta che ti passa!” no Miriadi), orientadas pela Profa Sandra Garbarino.
Universidade Federal do Paraná (UFPR):
■ 59 alunos de graduação em Letras cursaram a disciplina optativa “Intercompreensão em Línguas Românicas” distribuídos no primeiro semestre (oferecida pelo Prof. Francisco Calvo del Olmo, UFPR) e no segundo (oferecida pela Profa. Karine Marielly Rocha da Cunha, UFPR) de 2018.
■ no segundo semestre de 2019, alunos de graduação em Letras cursam a disciplina optativa “Tipologia das Línguas Românicas”, oferecida pelo Prof. Francisco Calvo del Olmo (UFPR).
■ dois cursos de extensão monográficos abertos ao conjunto da comunidade acadêmica sobre língua é cultura catalãs a partir da perspectiva da intercompreensão entre línguas românicas: “Dones catalanes: palavra, arte e história” no primeiro semestre de 2018 e “Llengua catalana, nivell bàsic” no segundo semestre de 2018.
○ Universidade de São Paulo (USP):
■ Ciclo de Oficinas para alunos da graduação e da pós-graduação. Centro Interdepartamental de Línguas FFLCH-USP “O Professor de línguas formado pela/para intercompreensão” - 29/03, 05/04 e 12/04/2019 – Total de 12 horas ministradas pela Profª Lívia Miranda
Universidade Federal de Uberlândia (UFU):
■ "Encontros Intercompreensivos", aulas plurilingues práticas e lúdicas (expressão oral) para estudantes brasileiros com perspectiva de mobilidade internacional e estudantes estrangeiros (de línguas maternas francês, espanhol e italiano) em mobilidade internacional na UFU (3 horas semanais em 2018, Profa. Benice Naves Resende (UFU)).
■ “Intercompreensão para a Internacionalização” (línguas românicas: catalão, espanhol, francês, galego, italiano, occitano, português e romeno), curso ministrado para técnicos-administrativos que participam do processo de internacionalização da UFU, compreensão de textos formais escritos, constituintes do arcabouço linguístico das relações interpessoais e interinstitucionais do processo de Mobilidade Internacional (de alunos e professores) na UFU e em IES de países onde se falam línguas românicas (2 horas semanais em 2018 e 2019, Prof. Giovanni Ferreira Pitillo (UFU)).
Universidade Federal da Paraíba (UFPB): cursos e oficinas de Intercompreensão para público universitário:
■ “¡Intercomprendámonos! Introducción a la comprensión mutua en lenguas neolatinas”. curso de 6h (setembro 2018), no âmbito da semana de Letras da UFPB ministrado por Angela Maria Erazo Munoz (UFPB), Selma Alas Martins (UFRN), Janaína de Oliveira (IFRN), Josilene Pinheiro-Mariz (UFCG).
■ “Curso de compreensão em língua espanhola” (02/08 a 06/09/2019): curso de 20h destinado aos funcionários da ONG Aldeias Infantis SOS Brasil, a fim de contribuir para o acolhimento e atendimento à população migrante fomentando a compreensão entre as línguas românicas e a comunicação plurilingue em processos de mediação intercultural.
■ Curso com certificado de participação, dentro das ações de extensão do projeto MOBILANG-UFPB (2019): mobilidade, cidadania e plurilinguismo, coordenado por Angela Maria Erazo Munoz (UFPB).
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
■ Oficina: Intercompreensão de Línguas Românicas; (8/04 a 9/04 2019) no III Congresso de Pesquisa em Ensino de línguas estrangeiras-promovido pelo DLLEM- UFRN. Ministrado por Selma Alas Martins (UFRN).

AUTRES CONTEXTES

○ Colégio Providência (Mariana - MG): Língua e cultura francesa na educação feminina no século XIX. Situação histórica da educação ao modo francês -e aprendizagem do português- desempenhada pelas 12 irmãs da ordem de São Vicente de Paulo, trazidas da França em 1849.Coleta e organização de dados orientada pela Profa. Rita Lages (UFOP).

OBJECTIFS 2 et 3 : Observations et analyses des impacts aux niveaux des enseignants et des apprenants

Objetivo 2) Observar e analisar o impacto da abordagem ofertada na prática docente e no ambiente escolar:
• Qual é a recepção por parte dos professores e das escolas, quais as necessidades observadas?
• Que desdobramentos ocorreram nas aulas e nas escolas, quais foram as experiências exitosas e quais as resistências encontradas?
Objetivo 3) Observar e analisar o impacto da abordagem sob a perspectiva discente, em relação às representações de distância/proximidade e sobre as atitudes em relação à alteridade.
● Apresentação de resultados e discussão entre os membros do projeto: 18 docentes-pesquisadores, 6 outros professores e pesquisadores e 10 orientandos (doutorandos e mestrandos), em encontros, congressos, seminários e jornadas de estudos.
● Comunicações nos eventos (congressos e seminários) organizados: ver nas descrições das missões de trabalho e de ensino abaixo.
● Publicações: ver a lista acima em 3. Produção científica e adiante as pesquisas de Pós-graduação concluídas e em andamento.
● Ver https://congressos.ufmg.br/index.php/diprolinguas e https://www.miriadi.net/5442-projeto-diprolinguas-capes-cofecub

Formation de ressources humaines

● Recherches de master et doctorat achevées

○ Lívia Miranda de Paulo (USP): “A Intercompreensão no curso de Letras: formando sujeitos plurilíngues a partir da leitura de textos acadêmicos em línguas românicas”. Doutorado orientado por H. Albuquerque-Costa (FFLCH-USP), defesa em
6/11/2018.
○ Leandro Guimarães Ferreira (UFPR): “Política linguística: historiografia da oferta de línguas estrangeiras no Brasil e intercompreensão como ferramenta de valorização do plurilinguismo”. Mestrado orientado por Francisco Calvo del Olmo (UFPR), defesa em 8/06/2018

● Recherches de Post-doctorat en cours

○ Francisco Javier Calvo del Olmo (UFPR): “A intercompreensão em línguas românicas como ferramenta para a formação de professores plurilingues”. Pós-Doutorado no Programa de Pós-graduação em Letras da UFPR, estágio de pós-doutorado na UGA pelo programa CAPES-COFECUB, de 01/08/2018 a 31/07/2019
○ Regina Célia da Silva (UNICAMP): “Ensino plurilíngue em contextos interculturais: desenvolvimento de recursos e materiais para a formação continuada de professores do ensino fundamental e médio das redes públicas brasileiras”. Pós-Doutorado no Programa “Língua, Literatura e Cultura Italianas”, FFLCH-USP, estágio de pós-doutorado na UL2 pelo programa CAPES-COFECUB, de 01/11/2019 a 31/10/2020.
○ Rudson Gomes de Souza (UFRN): “Formação docente em língua portuguesa: os gêneros do discurso na perspectiva do plurilinguismo”. Pós-Doutorado no PPgEL, Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem. Nov.2018 a nov.2019.

● Recherches de master et doctorat en cours

○ Érica Sarsur Câmara (UFMG): “A exposição a línguas estrangeiras e seus impactos sobre a autoestima de alunos pré-adolescentes de pública”. Início: 2017. Tese de Doutorado em Letras orientada por Christian Degache (UFMG-POSLIN), bolsa sanduíche na UGA pelo programa CAPES-COFECUB, de 1/11/2018 a 31/10/2020.
○ Ana Paula Andrade (UFMG): “Desenvolvimento das habilidades de hispanófonos e francófonos em português língua adicional. As proximidades: freio ou alavanca?” Início: 2018. Tese de Doutorado em Letras orientada por Christian Degache (UFMG-POSLIN), bolsa sanduíche na UGA pelo programa CAPES-COFECUB, de 1/11/2019 a 31/10/2019.
○ Fernanda Martins Felix (UFPR). “Guarani, português e espanhol: intercompreensão e despertar para as línguas”. Início: 2018. Tese de Doutorado em Letras orientada por Francisco Calvo del Olmo, Universidade Federal do Paraná.
○ Karen Kennia Couto Silva (UFMG). “As políticas linguísticas do português na Guiana Francesa: quem planeja o quê, para quem e como?”. Início: 2016. Tese de Doutorado em Estudos Linguísticos orientada por Leandro Rodrigues Alves Diniz (UFMG-POSLIN).
○ Bruno Domingos Ramalho (UFMG). “A abordagem intercompreensiva na plataforma Miriadi: impactos na vida acadêmica de estudantes brasileiros e estrangeiros”. Início: 2018. Dissertação de Mestrado orientada por Christian Degache (UFMG-POSLIN).
○ Marina De Paulo Nascimento (UFMG). “Representações de hispanofalantes latino-americanos sobre a aprendizagem de português do Brasil e a preparação para o exame CELPE-BRAS”. Início: 2018. Dissertação de Mestrado orientada por Christian Degache (UFMG-POSLIN).
○ Paoletta Santoro (UFPR). “O siciliano como ferramenta para a intercompreensão: uma proposta de integração didática e cultural”. Início: 2019. Dissertação de Mestrado em Letras, orientada por Francisco Calvo del Olmo (UFPR).
○ Regiane Soranzo (UFPR). “Intercompreensão entre as línguas românicas: uma abordagem para o letramento de refugiados”. Início: 2019. Dissertação de Mestrado em Letras, orientada por Francisco Calvo del Olmo, Universidade Federal do Paraná.
○ Felipe Balotin Pinto (UFPR-UGA). “Aquisição dos tempos do pretérito em FLE: a Intercompreensão como ferramenta didática para hispanofalantes, lusofalantes e anglófonos”. Início: 2018. Dissertação de Mestrado Bilateral UFPR-UGA em Letras/Didática, co-orientada por Francisco Calvo del Olmo (UFPR) e Kátia Bernardon de Oliveira (UGA)
○ Cristiane Monteiro Dantas dos Santos (UFRN).“O ensino de língua espanhola por meio das tecnologias digitais: o vídeo como atividade motivacional para a aquisição da oralidade”. Início 2019. Dissertação de Mestrado, orientada por Selma Alas Martins (UFRN-PPgITE, Programa de Pós-graduação em Inovação em Tecnologias Educacionais).
○ Marine Cocumelli (UL2). “Mémoire M2 à soutenir en 2019: "Pour l’intercompréhension avec des enfants lecteur.trice.s en devenir : Expérimentation dans une école Montessori bilingue (Lyon)". Dissertação de Master 2 orientada por Marine Totozani, co-orientada por Sandra Garbarino.
○ Abigail Morales (UL2). “Tester l'intercompréhension comme soutien à l'apprentissage dans un cours d'espagnol d'un Centre de Langues (Lyon2). Dissertação de Master 2 orientada por Sandra Garbarino.

● Cours de master et de doctorat

○ 2018 (30h, set-nov, 10 alunos): Seminário de Tópico Variável em Linguística Aplicada “Alguns enfoques sobre a didática do plurilinguismo e da intercompreensão”, ministrado por Christian Degache, Kátia Bernardon de Oliveira (UGA) e Fabrice Gilles (UGA), Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos (POSLIN) da UFMG.
○ 2019 (60h, mar-jun, 8 alunos): Seminário de Tópico Variável em Linguística Aplicada “Desafios e perspectivas da pesquisa em didática do plurilinguismo”, ministrado por Christian Degache, Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos (POSLIN) da UFMG
○ 2019 (30h, abr-jun, 10 alunos): “Abordagem Plural no Ensino e Aprendizagem de Línguas Românicas: o Estado da Arte, os Desafios e as Perspectivas da Intercompreensão”, ministrada por Elisabetta Santoro (USP) e Regina Célia da Silva
(UNICAMP), Disciplina de pós-graduação do Programa “Língua, Literatura e Cultura Italianas”, Universidade de São Paulo, Faculdade De Filosofia, Letras E Ciências Humanas
○ 2018 e 2019: (24h, set-dez, 13 alunos) Disciplina de Master 2 de Didática da Intercompreensão, “Intercomprensione livello 2”, ministrada por Sandra Garbarino na Universidade Lyon 2
○ 2018 e 2019 (24h, set-dez, 22 alunos) Disciplina de Master 1 “Didactique des langues voisines romanes”, ministrada por Kátia Bernardon de Oliveira, Master Didactique des Langues, Université Grenoble Alpes.
○ 2019 (8h; 9 e 10 de abril): “Oficina de iniciação à intercompreensão em línguas românicas e minicurso de pesquisa de ambientes de interação plurilíngue”: sociolinguística, etnografia e contato linguístico, ministrada por Angela Maria Erazo Munoz (UFPB), no âmbito da disciplina “Enfoques de pesquisa em tradução” da Profa Sabine Gorovitz na pós-graduação em tradução da Universidade Nacional de Brasília (UNB).
○ 2019 (60h- nov-dez ) Disciplina : Metodologia científica - Curso na linha de pesquisa em Tecnologias Educativas-PPgITEUFRN - a ser ministrada por Selma Ala Martins (UFRN).

● Formation de formateurs et professeurs

○ Formação ELMIC (Ensino das Línguas em Minas pela e para a InterCompreensão): Escola de Formação Gameleira do Estado de Minas Gerais: 3 dias de formação (29 a 31/10/2018) para 30 formadores e professores das redes estadual (MG) e municipal (BH) à didática das abordagens plurais ( https://www.miriadi.net/2523-projeto-elmic-minas-gerais ).
○ Formação de formadores (de nov 2018 a maio de 2019) para 20 professores de italiano na França empregados pelo Ministério das Relações Exteriores italiano, ministrada por Sandra Garbarino (UL2) com o apoio da APICAD (Associação Para a InterCompreensão A Distância).
○ Formação de professores na Escola Municipal Tereza Satsuqui de Natal, onde foi desenvolvido projeto de inserção da intercompreensão nos 5os anos. Participação de todos os professores da escola, que atuam em diferentes disciplinas. Cerca de 25 participantes entre professores, coordenadores e diretor. Título da formação: “A intercompreensão de línguas românicas e o desenvolvimento da competência plurilíngue”- 19 de junho 2019. Ministrada por Selma Alas Martins.
○ Seminário de formação de professores da rede municipal de Natal (de abril a julho de 2019) registrado como Curso de Extensão na UFRN - “Abordagem Plurilíngue dos Gêneros Discursivos”, coordenação de Rudson Gomes de Souza (Professor do SME, Secretaria Municipal de Educação de Natal, pós-doutorando na UFRN). Dentro da programação do Seminário para cerca de 60 professores, proposta da oficina “Plurilinguismo e a Intercompreensão” ministrada por Selma Alas Martins em 23/07/2019. Local de formação: UFRN.
○ Diretoria de Ensino da Região de Osasco-SP (junho 2018): conferência de 2 horas sobre a contribuição da Intercompreensão no acolhimento e integração pedagógica de alunos falantes de outras línguas ministrada para cerca de 50 professores de diversas disciplinas, ministrada pela Profª Lívia Miranda de Paulo.
○ Centros de Estudos de Línguas (CEL) do Estado de São Paulo (agosto 2018): formação de 3 horas para professores de línguas modernas transmitida por videoconferência para todos os CEL do Estado, ministrada pela Profª Lívia Miranda de Paulo.
● Na UFPR, no primeiro semestre de 2019 foi formalizado junto à Capes o Grupo de Pesquisa FLORES: Intercompreensão, Didática do Plurilinguismo e Políticas de Línguas sob a coordenação do Prof Francisco Calvo del Olmo (Disponível em: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/483497 acesso em 10 ago. 2019). Dentre outros professores e pesquisadores, no grupo participam o Prof Christian Degache e a Profa Karine Marielly Rocha da Cunha, ambos vinculados ao projeto DIPROlínguas.
● Na USP, um Grupo de estudos sobre intercompreensão foi constituído para o público de alunos de graduação e pós-graduação e professores dos CEL, no Centro Interdepartamental de Línguas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, no âmbito do qual a Profª Lívia Miranda de Paulo está elaborando projeto de pós-doutorado voltado para a formação de professores na didática do plurilinguismo.